█ SEJA BEM-VINDO AO NOVO BLOG PAAR — É DAQUI, É DA GENTE!

Ananindeua terá programa voltado para recuperação de homens agressores


O Ministério Público do Pará (MPPA) lança na próxima segunda-feira (9) pela manhã um novo projeto de combate à violência contra a mulher no estado. Trata-se do “Grupo Reflexivo Para Homens”, voltado especificamente para homens agressores. A iniciativa, a cargo da 4ª Promotoria de Justiça Criminal de Violência Doméstica e Familiar Contra a Mulher de Ananindeua, será inicialmente executado durante um ano, e contará com reuniões, palestras, rodas de conversas e dinâmicas de grupo. O lançamento será realizado na Promotoria de Justiça de Ananindeua.

O público alvo do Grupo Reflexivo são, preferencialmente, homens do município de Ananindeua autores de violências doméstica e familiar contra a mulher, possuindo procedimentos policiais ou processos judiciais (ações penais e/ou de medidas protetivas). O objetivo, segundo o MPPA, é realizar de 8 a 10 encontros, com duração média de duas horas, todas as segundas-feiras. Cada encontro contará com 15 participantes. No início, as sessões serão na Promotoria de Justiça de Ananindeua, mas a intenção, de acordo com o Ministério Público, é percorrer todo o município.

Nos encontros serão abordados, por uma equipe multidisciplinar, temas como: relações familiares e conflitos; aspectos emocionais e afetivos de uma relação a dois (ciúmes, traição, confiança); violência contra a mulher contextualizada como um fenômeno mais amplo e as diversas causas associadas a ela: aspectos sociais, culturais, religiosos, problemas de desemprego, desorganização do espaço urbano, etc.; saúde relacionada a questões de alcoolismo, uso de drogas, doenças sexualmente transmissíveis, transtornos mentais e a outros de interesse do grupo; além de discutir as normativas sobre os direitos das mulheres, numa perspectiva de equidade de gênero.

A participação dos agressores no Grupo Reflexivo será obrigatória pois trata-se do cumprimento da medida judicial prevista na Lei de Execução Penal (Lei nª 7.210/84), sobre a reeducação de autores de casos de violência doméstica e familiar contra a mulher. A medida dispõe que o juiz pode determinar o comparecimento obrigatório do agressor a programas de recuperação e reeducação.

Fonte: Oliberal

Blog PAAR. É daqui, é da gente!. Tecnologia do Blogger.